domingo, 1 de abril de 2012

Resenha - Julieta Imortal


Oi Pessoal.Tudo bem? Eu voltei depois de uns bons tempos distante.Muitas coisas aconteceram,mas vamos tentar voltar a rotina de sempre.Hoje trago um resenha da nossa nova colaboradora Rebecca , do blog Temos Muito Mais Pra Dizer.Ela escreve muito bem,podem acreditar.Siguam o blog dela tb.

 


Julieta Imortal


Título Original: Juliet Immortal
Autora: Stacey Jay
Editora: Novo Conceito
Páginas: 237

Sinopse: Julieta Capuleto não tirou a própria vida . Ela foi assassinada pela pessoa em quem mais confiava, seu marido, Romeu Montecchio, que fez o sacrifício para assegurar sua imortalidade. Mas Romeu não imaginou que Julieta também teria vida eterna e se tornaria uma agente dos Embaixadores da Luz.
Por setecentos anos, Julieta lutou para preservar o amor e as vidas de inocentes, enquanto Romeu tinha por fim destruir o coração humano.
Mas agora Julieta encontrou seu amor proibido, Romeu fará tudo que estiver ao seu alcance para destruir a felicidade dela.
Segredos, mistérios e surpresas envolvem este poderoso romance em que o casal mais famoso da literatura mundial tem a chance de contar sua verdadeira história.
_______________


“Mas então houve um tempo em que eu desejava passar a eternidade com Romeu Montecchio. No entanto, deveria saber que devemos ter cuidado com o que desejamos. Eu não tive”

Seja lá o que você estiver pensando que vai ler em Julieta imortal, esqueça, pois não é nada do que pensa (pelo menos não foi nada do que eu pensei). Se você é muito fã de Shakespeare também não lhe recomendo esse livro, pois precisamos de uma mente aberta para lê-lo, afinal Julieta Imortal torna a maior história de amor de todos os tempos, em uma farsa.

Sim Julieta, aquela que se matou após seu plano de fugir com seu amado Romeu falhou, sim aquele Romeu que tomou veneno por não suportar a idéia de viver em um mundo sem sua amada, a tragédia desse casal se torna ainda maior (se é que é possível) nas páginas dessa nova versão.

Nesse livro no mínimo ousado de Stacey Jay Julieta não se matou por amor, mas foi morta por ele, Romeu a matou em troca da imortalidade, um preço caro a ser pago pela vida eterna, mas que ainda assim naquela época ele estava disposto a pagar, porém Julieta também não morreu, e agora eles continuam juntos, mas como inimigos.
“Ela lutará pela luz, e ele pela escuridão. Lutando por séculos pela doce centelha do amor. Sempre que duas almas se amarem de verdade, vocês os encontrarão, a corajosa Julieta, e Romeu, o desertor.”
- Cântico italiano medieval, autor desconhecido.

Julieta é uma Embaixadora da luz (sim também achei o nome tosco, mas relevamos), e Romeu é um Mercenário (ok, acho que não preciso comentar), ambos procuram por almas gêmeas no mundo, porém Julieta tem a missão de ajudá-las a ficarem juntas para sempre e Romeu tem a missão de separá-las, fazendo com que um troque a imortalidade pela vida do outro, assim como ele fez.

“Por um momento tenho vontade de saber como será a nova aparência de Romeu, mas logo vejo que não vale a pena. Velho ou jovem, gordo ou magro, preto, branco ou verde: o inimigo é sempre o inimigo”

Dessa vez Julieta está no corpo de Ariel, uma garota tímida, com poucos amigos e muitos, muitos problemas, desde em sua própria casa, como também na escola, e Julieta tem a missão de colocar a vida dela nos eixos enquanto ajuda o casal de almas gêmeas.

Mas o que ela realmente não planejava era se apaixonar pela alma que deve proteger. (ou pelo menos a alma que ela acha que deve proteger).

Romeu está no corpo de Dylan, um garoto punk que tem problemas com o pai e que por um terrível acaso é o garoto com quem Ariel estava saindo, difícil não?

Apesar dos acontecimentos do passado Romeu continua amando Julieta e resolve encontrar uma saída para as prisões nas quais eles se encontram, ele com os Mercenários e ela com os Embaixadores da Luz, Romeu só não esperava que outra pessoa conquistasse o coração de nossa dama.
“Para que serve a imortalidade, quando o amor é tão frágil e nenhuma vida humana tão longa?”

Algo que achei realmente interessante no livro é que não há exatamente o lado bom e ruim, nem tudo é o que parece ser, outro fato que gostei foi as abordagens dos temas durante a trama, abordam, por exemplo, a discriminação no ambiente familiar, e claro o assunto geral que é amor e vingança, que em altos e baixos da trama se sobressaem um ao outro.

Não gostei do final, pois para ser sincera esperava mais, não sei bem o que, mas esperava que fosse algo surpreendente o suficiente para me deixar com aquela sensação de quero mais, mas não foi, não me entendam mal o final é bem bonito, só não me prendeu como o resto da trama.

O livro é muito legal e recomendadíssimo pra quem esta precisando de uma leitura leve, mas cheia de ação e romance.

Já para a arte do livro não tenho queixas, a capa é linda e antes mesmo de imaginar que iria receber já estava ansiando loucamente por ele, a diagramação apesar de pequena não é aquela que irrita as vistas o que ajuda na leitura.

Em suma recomendo o livro para todos que apreciam uma boa leitura sobrenatural.
“Desisto de dar justificativas. Mesmo uma boa desculpa é apenas uma desculpa.
________________

Extras:
“Acima de tudo abomino a esperança que me faz voltar à vida para depois morrer novamente, como se não tivesse vivido o bastante para saber que a esperança é para tolos.”
“A morte é como um sono longo e silencioso em uma sala fria. Fria e úmida, com o cheiro de pedra velha e de assassinato no ar.”
Como falei ela escreve muito mesmo.Muito obrigado pelo apoio do Blog Temos Muito Mais Pra Dizer.
Tchau!!!
Luiz Gouveia

2 comentários:

Bru Silva disse...

Eu amei Julieta Imortal quando li, estou louca pela continuação, adorei a resenha, parabéns!!!
Beijos

Fabrica dos Convites disse...

Eu gostei muito do livro, quase não conseguia largá-lo, também estou ansiosa com a continuação.
Bjs, Rose.

Postar um comentário