quinta-feira, 13 de junho de 2013

Resenha - Como se livrar de um vampiro apaixonado



Como se livrar de um vampiro apaixonado

  Quando “Como se livrar de um vampiro apaixonado” foi lançado no Brasil, eu já pensei em mais um livro sobre vampiros que se apaixonam. Na época tinha tantos livros relacionados ao gênero, que estávamos saturados. Mas descobri o universo de Jessica e Lucius.
  Eu já tinha lido Crepúsculo, Lua Nova, Noite Eterna e Marcada. Ambos os títulos envolviam o mundo dos seres da noite. Os perigosos sanguessugas loucamente atraídos pelos humanos. Sempre sofrendo com as descobertas, as transformações e as paixões. 
  Jessica Packwood está prestes a completar 18 anos, não consegue pensar em outra coisa se não terminar o último ano na escola e ir para uma universidade. Talvez namorar o cobiçado Jake Zinn,não seria ruim.Morar no interior da Pensilvânia não é fácil.Principalmente com os pais preocupados com a degradação do meio ambiente.Entre idas e vidas no ônibus da escola,com sua amiga inseparável Mindy,ela consegue ignorar as provocações dos seus colegas de sala.
  A rotina da pacata cidadezinha muda complemente, quando um jovem começa a estudar na mesma escola que a Jess. Um rapaz chamado Lucius Vladescu, natural da Romênia. Com seu jeito cortês, suas vestes especiais e uma extrema educação, faz com que todas as garotas caíam babando pra cima da isca. Mas ele esconde um segredo, não somente da sua real personalidade, mas sim, um laço que custará a existência entre dois clãs.
“-Jessica, pelo amor de Deus – disse ele-. – Permita que eu faça ao menos uma gentileza comum por você. Apesar do que se prega o feminismo, o cavalheirismo não sugere que as mulheres sejam impotentes. Ao contrário: ele é uma admissão da superioridade das mulheres. Um reconhecimento do poder que vocês têm sobre nós. Essa é a única forma de servidão que um Vladescu se permite e eu faço isso com prazer por você. Sua obrigação é aceitar com graciosidade.” Página 43.
  Lucius não consegue se enturmar com uma realidade tão distante da sua. Ele conta para Jessica que na verdade, eles são vampiros prometidos em casamento. Claro, ser uma princesa vampira é muito comum. Jessica não engole esse conversa furada e apenas deseja ficar em paz para continuar os estudos. Começa dessa forma a corrida para conquistar a confiança e o coração da garota do interior, que adora matemática.
“Einstein havia explicado essa sensação, não é? Relatividade. Nossa percepção do tempo depende da velocidade com que queremos que ele passe.” Página 120.
  Dois universos tão distantes se chocam. Mas desta forma a história muda radicalmente. Lucius relata dia a dia o progresso com Antanasia Dragomir (o nome verdadeiro de Jessica Packwood) para seu tio na Romênia. Revelações podem mudar o conceito dos pressagiados.

O que Jessica irá decidir?

Ficar com Lucius, o cara sombrio e talvez seu noivo ou continuar sua vida sem novidades com Jake?

Tornar-se Antanasia Dragomir pode transformar sua vida.

Apesar de ter recebido um manual para vampiros iniciantes,tudo o que ela sempre sonhou,acaba de se tornar seu pior pesadelo.

Ela vai descobrir que nunca terá um modo de se livrar de um vampiro apaixonado.

O amor é eterno e está destinado á vingar.


 Beth Fantaskey consegue unir humor e mistério em um único momento. Personagens bem construídos,com personalidades diferentes.Se você comprar este livro,uma dica:Tente não ler em ambientes públicos.Ele vai tirar boas risadas de você.A Editora Arqueiro,responsável pela publicação dos livros no Brasil,lançou uma continuação em (PDF) gratuito.Recomendo procurar este arquivo após a leitura do primeiro livro.É spoiler o título.
 Tem uma continuação que até então a editora não iria lançar, mas já soubemos que os direitos foram comprados pela Arqueiro também. Então não percam tempo.Um livro recomendado para quem estiver de férias.Corram!No Submarino sempre está em promoção.







A autora tem outro livro que quero ler. Esse envolve magia.Nenhuma editora despertou interesse na publicação.Quem sabe um dia!?
















4 comentários:

Leilane Garcia disse...

Li esse livro por indicação do Luiz! Obrigada, Lu, diverti-me muito! E com o 1.5, não vou dizer o título também, pois é spoiler, concordo. Não vejo a hora de lançar o próximo, espero que a editora não demore! Leiam gente, realmente é muito risada e não é mais uma típica história de vampiro. Acho que depois de toda a febre, é bom escolher uma história assim para fugir das distopias e hots que estão em alta.
Amei a resenha, não perca o ritmo!
Beijos

Yago Leles disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sefora Silva disse...

Nossa, não consegui parar de admirar a sua estante.
O blog está lindo.
abraços!!!
palavrapequenas.blogspot.com

Minha Velha Estante Adriana Roque disse...

Sempre achei o título desse livro meio bobo e nunca me interessei nem mesmo em ler resenhas a seu respeito. Mas mudei de ideia e tive uma grata surpresa. Adoro livros de vampiros, meus personagens fantásticos preferidos e senti uma certa referência a Drácula, quando Lucius usa cartas para se comunicar. Gostei muito do fato dos vampiros seguirem a lenda, acho importante manter a fidelidade do mito. E ponto extra para essa mocinha cheia de personalidade e curvas. E viva as cheinhas!!!!!!!!!!

Adriana Medeiros

Minha Velha Estante

minhavelhaestante1.com.br

Postar um comentário