terça-feira, 5 de julho de 2011

Desabafo de um blogueiro


Felicidade perdida
e
 O recomeço


        Fico me perguntando se todos se sentem felizes. Eu deixei de ser feliz faz muito tempo. Causas que nem eu mesmo sei explicar. Às vezes me pergunto se ainda vou viver esse momento, fico na esperança que sim. Que um dia eu olhe para o sol e ele responda que tudo vai passar que todas as minhas perdas vão a fim se curar. Muitas dizem e não sabem como é perder pessoas que um dia está “aqui” bem ao seu lado e no outro se foram.
      Não sabem o que é ter apenas lembranças dessas pessoas. Eu sei que devemos guardar essas memórias boas. Eu não consigo fazer isso, e por uns bons meses fico nessa angustia de perda. Perdi meu tio parte de pai (o homem que sempre vivia sorrindo e que meu deu a coleção dos Patos patinadores da Disney), depois minha avó por parte de pai (momento que fui avisado no dia depois da minha apresentação do curso de musica), meu avô por parte de mãe (meu querido que se foi, aquela pessoa solicitaria que adorava pão com mortadela e Dolly Guaraná e wafer de morango) e por ultimo e ainda dói meu avô por parte de pai (o cantor de sertanejo que eu não gostava o querido que eu o vi cantar pela ultima vez). Espero que vocês estejam bem onde estiverem.

Conceito não encontrado em mim:
“A felicidade é um estado durável de plenitude, satisfação e equilíbrio físico e psíquico, em que o sofrimento e a inquietude estão ausentes. Abrange uma gama de emoções ou sentimentos que vai desde o contentamento até a alegria intensa ou júbilo. A felicidade tem, ainda, o significado de bem-estar espiritual ou paz interior”

       Foram coisas que aconteceram que me deixou assim. Muitas pessoas me acham engraçado, mais a cada dia perto ainda mais minha felicidade e minha alegria. Eu sei que isso não é da conta de vocês, mais gostaria de dividir meu sentimento. Não me critiquem por querer continuar a viver e a percorrer um caminho desconhecido. Quero respirar e dizer que estou bem comigo mesmo. Conseguir continuar.
       Às vezes eu choro, e muito. Com alguma musica ou uma imagem. Uma lembrança basta para um filme correr na minha mente. E não consigo não chorar (homens também choram). Como se não tivesse mais forças, como se partes do meu coração não existissem mais.
Quero só falar que o blog e vocês são as melhores coisas do mundo.
Eu encontrei amigos que vou levar para toda vida.
Eu perco meu final de semana só para encontrá-los.
Eu gasto dinheiro e faço as coisas por ele e pro me sentir pelo menos feliz.
A felicidade que encontrei.
Vocês amigos.
Amo Vocês.
E ler foi uma forma de escapar de tudo e de todos os problemas.
Eu agradeço por ter despertado o gosto pela leitura.
Por final fui num lugar especial e lá eu consegui me sentir feliz e vivi outra vez. Depois de Domingo eu conto (não é uma casa de caridade etc.)


Obrigado por estarem ao meu lado

Assinado: Luiz Gouveia

Musica escutada no momento que escrevi:


Coldplay - The Scientist 


“A procura da liberdade da alma”

Música:


4 comentários:

Mari disse...

Um desabafo superválido.
Acho que uma das grandes sabedorias, é ver que é possível saber viver. Roberto Carlos canta isso, é preciso saber viver.
E a morte é a única parte certa da vida.
Já nascemos como se fôssemos ampulhetas, gão em grão, cada dia mais perto.
E quando alguém próximo morre, nós choramos.
Mas apenas nós. Os mortos não choram. Eles semearam lírios por onde passaram e é por isso que você chora. Porque você não vê mais essas flores.
Mas se fechar os olhos e se concentrar em lembranças deles, vai poder sentir o perfume.
Confia em Deus, porque a morte é apenas a grande aventura seguinte. :)

Beijos
http://letraslivros.blogspot.com

Cassia disse...

As duas músicas São bem inspiradoras elas ajudam a nos mantermos fiéis aos nossos sentimentos

http://aleitoracassia.blogspot.com/

Unknown disse...

É espero que esteja mais realizado, a alma é uma dimensão infinita, nossas dores as vezes são de saudades doque ainda nem conhecemos, percorre-nos as vezes um medo do desconhecido, mas vejo em vc uma grande alma, cheia de amor a doar...

Unknown disse...

meu email é alistopato@ig.com.br moro em Franco da rocha S.P

Postar um comentário